Sou carioca, natural do Rio de Janeiro. Morei até os 27 anos no Lins de Vasconcelos, bairro na Zona Norte da cidade, onde passei toda a minha infância, adolescência e, na fase adulta, me estabeleci profissionalmente. Sou filho de um Engenheiro Civil (professor de matemática nas horas vagas) com uma Professora de Língua Portuguesa e irmão mais novo de quatro filhos. Todos seguimos a área das ciências exatas. Decidi unir a lógica do pensamento científico-matemático, que naturalmente vinha de exemplos familiares, com o ensino e formação de pessoas, que veio da carreira e exemplo da minha mãe, me tornando Professor de Física. Aos 19 anos, em 2005, comecei a dar aulas em turmas de ensino médio em uma escola no bairro do Méier, Zona Norte do RJ, e desde então, acumulei 16 anos de experiência na educação básica. Durante todo o período de formação acadêmica, entre o início da graduação (2005) e término do doutorado (2021), passei por mais de 28 instituições de ensino com características bem distintas. Lecionei física na rede privada e na rede pública de ensino; em cursos de preparação para provas de acesso a universidades (pré-vestibulares e pré-militares) e cursos técnicos profissionalizantes; em escolas religiosas, em escolas com metodologia construtivista e em escolas com a modalidade de Ensino de Jovens e Adultos (EJA); instituições que "preparavam para o vestibular" desde o ensino fundamental; em universidades privadas nos cursos de engenharia e em universidades públicas como professor substituto em cursos de licenciatura. Desde março de 2022, me tornei professor e pesquisador do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense, atuando nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Física. Trabalho em pesquisas na área de Ensino de Física com as linhas de Formação inicial e continuada de Professores, Comunicação e Divulgação Científica com ênfase em Popularização da Ciência, na Transposição Didática, com a aproximação de diferentes conceitos das ciências para a formação docente, e em pesquisas que valorizam a ciência produzida e desenvolvida no Brasil. Atuo em projetos de Divulgação Científica e transferência de conhecimento para a sociedade no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Nanodispositivos Semicondutores (INCT-DISSE), colaboro em um projeto de Divulgação Científica para a formação de professores de ciências (Física, Química, Biologia e Matemática) que utiliza a aplicação de diferentes conceitos da Ciência Moderna, em especial da Física Moderna e Contemporânea, proposto pelo South American Institute for Fundamental Research (ICTP-SAIFR), localizado no Instituto de Física Teórica (IFT) na UNESP, e colaboro na Casa da Descoberta no IF-UFF. Sou líder do Laboratório de Pesquisa em Ensino e Divulgação da Ciência (LAPED), que é um grupo de pesquisa iniciado em 2022, que tem com objetivo atuar em pesquisas na área de Ensino de Física, pesquisas na área de Divulgação Científica e em projetos de extensão, utilizando a divulgação científica como ferramenta para levar as pesquisas acadêmicas para além dos muros da universidade, focando principalmente na formação docente e na educação básica.